[Dica Literária] Proibido - Tabitha Suzuma


Olá gente, tudo bem?

Para a Dica Literária de hoje eu trago um livro que é um pouco polêmico, pois o seu tema principal é um tabu.
Antes da leitura a dica é para, antes de mais nada, você se despir dos seus preconceitos e encarar algo que é dito como Proibido.
Já adivinhou de qual liro estou falando? Ainda não? Então vem comigo e descubra!

Certamente você já viu algum comentário sobre esse livro aqui na blogsfera. Eu já havia lido algumas resenhas, então não o peguei para ler sem saber do que se tratava. As opiniões são bastante divergentes, uns amam outros odeiam. Me considero uma pessoa de mente aberta e, visto a polêmica que o livro gerou, eu decidi lê-lo para saber onde me encaixaria.
Felizmente posso dizer que faço parte dos que amam o livro. E, posso dizer que os personagens ocuparam minha mente por bastante tempo depois que encerrei a leitura.
Dessa vez venho dizer que quem me conquistou foi: Proibido.



Sinopse: Skoob
Autor: Tabitha Suzuma
Páginas: 304
Editora: Valentina
Ano:2014

Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa?

Essa frase resume o conflito interno que passei  durante o inicio da leitura.
A Tabitha constrói um enredo tão perfeito, que você se envolve completamente com história e com os personagens. Vai entendendo os sentimentos, os conflitos, e consequentemente você acaba misturando com os seus conflitos, no final acaba se perguntando: Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa?
Para quem ainda não sabe, a polêmica central do livro é o incesto. Trata-se de dois irmãos que vive numa família desestruturada e acabam conhecendo o amor de outra forma.
Lochan e Maya, desde muito novos se apoiam um no outro e, após tanto tempo tendo que fazer papel de pai e mão para seus irmãos, acabam se envolvendo mais do que é permitido pela sociedade. O amor que deveria ser apenas de irmão/irmã, transforma-se em amor entre um homem e uma mulher.
"Você pode fechar os seus olhos para as coisas que não quer ver. Mas você não pode fechar seu coração para as coisas que não quer sentir."

O incesto é um assunto delicado. Muitos repudiam a simples menção da palavra. Mas, a Tabitha conseguiu criar personagens tão apaixonante que em algum momento esquecemos todo o moralismo e acabamos torcendo fielmente para que eles fiquem juntos no final. Final esse que me abalou muito. Mas,me pergunto se poderia ser de outra forma, visto que nossa sociedade é pouco tolerante quando se trata de tabus.
Posso dizer que a autora foi muito corajosa ao escrever (e a  editora Valentina ao publicar) sobre algo em que a maioria da sociedade ainda não é capaz de lidar.

O livro não traz apenas o assunto do incesto. Vemos a questão de uma família desestruturada, e isso traz as questões: Se eles tivessem uma familia tradicional, eles desenvolveriam esse sentimento do mesmo jeito? Tudo se trata apenas de consequências da situação deles?

Como o amor entre irmãos, quando ultrapassa as barreiras do moralismo, se torna algo que passamos a entender? A tolerar e a torcer para que dê certo?



O livro nos faz refletir bastante. Se você o lê de mente aberta, certamente se envolverá na história e num determinado momento colocará tudo de lado e irá se perguntar: Por que o incesto é errado?

Não vou colocar aqui todas as questões e reflexões que fiz durante a leitura. Afinal isso é somente uma dica para aqueles que têm a mente aberta e estão dispostos a colocar o preconceito de lado e mergulhar nessa história "Proibida".


14 comentários:

  1. Oi Amada! Eu quero MUITO ler esse livro, todos que leram ficaram de cara com a narrativa, e sentiram mil coisas, e eu também quero desvendar essa polemica toda! Amei sua resenha e espero logo ler! Beijos
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2015/05/resenha-playlist-de-hayden-voce-nunca.html

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro! Mas me falta oportunidade (R$) para comprar todos os livros que quero... rsrsr
    Sua resenha ficou ótima, e me deixou com mais vontade ainda.

    Beijos,
    Juh
    http://umminutoumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiiii Eli, tudo bem? Eu me considero uma pessoa de mente aberta para a maioria das coisas, mas também tenho meus próprios conceitos bem definidos e as coisas que sou capaz de aceitar (não sei se essa é a palavra certa ou não) . Por exemplo, eu seria capaz de ver um casal como o descrito e se eles tivessem a mesma idade, não fosse uma relação abusiva e tudo o mais, eu aceitaria numa boa. Mas não sou capaz de ler um livro desse jeito. Eu me sentiria irritada logo de começo, pois não acho que situações levem a isso, e essa explicação me irritaria. Eu não aceitaria.
    E outra, é que eu sou mais tolerante com as situações reais e pessoas reais do que com os personagens.
    Mesmo assim, que bom que você gostou do livro e que ele te levou a muitas reflexões :)
    Um beijão
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Eliana.
    Eu tenho curiosidade sobre esse livro, principalmente porque incesto é um assunto bem polêmico. Mas não sei quando terei tempo ou oportunidade de lê-lo.
    Excelente dica.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de maio. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  5. Oi Eliana!
    Quando estava em lançamento, lembro de ver muita gente comentando e ficar super curiosa, mas depois acabei esquecendo. É uma estória bem diferente e precisa ter a mente aberta mesmo, acho que eu iria gostar. :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Ola
    achei bem legal a sua dica, e ela já estava anotada rsrsr
    eu vi esse livro em vários blogs, mas nunca tive oportunidade para compra-lo
    acho essa capa muito diva
    Bjks
    Passa Lá No Meu Blog ☺: ♥http://ospapa-livros.blogspot.com.br/♥

    ResponderExcluir
  7. Oie Eliana =)

    De todas as resenhas que já li desse livro pude perceber que por mais pesado que seja o tema abordado, a autora consegue deixar a história tocante e sensível.
    Confesso que não sei se seria um livro que eu leria, mas que a história me deixa um tanto curiosa isso não posso negar.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  8. Tenho muita vontade de ler esse livro. É como você falou, já li resenhas positivas e negativas dele, mas tenho interesse em ler por ser um tema meio que proibido de ser discutido mesmo.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Oi Eli, eu já li esse livro e simplesmente amei. Sabia do tema que se tratava e mesmo assim não pensei duas vezes. E realmente, fiz alguns questionamentos dos que você fez. Eu super recomendo a leitura e concordo totalmente com a frase: "Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa?

    É um ótimo livro definitivamente.

    Beijos

    nathalia s.
    Vento Literário

    ResponderExcluir
  10. Sou amante de leitura *-* E ja fiquei curiiosa para ler esse :D
    Valeu a dicaaa... tava procurando nova leitura

    Adorei conhecer seu blog... adicionando aos favoritos :P

    Beijos!

    www.spaceteens.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá :)
    esse livro foi a leitura que encerrou 2014 para mim com chave de ouro. Não sei se tenho a mente aberta, mas acredito tanto no amor, que nada que não faça mal a outrem me incomoda. Por isso, para muitos, tenho certeza de que a história é um tapa na cara. Definitivamente, não dá para julgar, não dá para achar que sabe como lidar com algo que nunca viveu ou sequer chegou perto de conhecer, mas dá para se compadecer, e foi o que eu fiz. O final teve aquele peso do tipo "tanto tempo pensando nos outros para encontrar o piior inimigo naquele que menos tinha o direito de julgar", enfim, cada um reflete como pode, mas aceitar mesmo o que não se compreende é algo que precisamos aprender, ou veremos muitos Lochan por aí, nem sempre nesta mesma situação, mas tabu é tabu. Fico feliz que o livro tenha funcionado para você também, pois eu certamente aprendi um pouquinho com ele :)

    ssentrelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olha já vi muita gente comentando super bem desse livro, mas até hoje eu não sei porque, mas não tive muita curiosidade de fazer a leitura por ter um assunto um pouco forte e estou pegando leituras mais leves no atual momento, embora eu tenha curiosidade sim de ler uma hora dessas, porque é interessante. É bom saber sempre do que se trata um livro antes mesmo de julgar ele. Até porque ele pode nos surpreender né? Eu gostei de tudo que você escreveu. Achei que tá muito bom.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/05/resenha-extraordinario.html

    ResponderExcluir
  13. Oi Lia,
    Sinceramente, não sei o que esperar desse livro. Este tema é muito delicado e tenho minhas opiniões sobre. No entanto, para ler temos é preciso ter a mente aberta, como você disse.
    Talvez o leia ainda este ano, não sei, pois tenho receio do que irei encontrar =/
    Fico feliz que você tenha gostado da leitura!!
    Beijos querida,

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Tudo bom?
    Ai estou para ler esse livro faz tempo, eu tentei começar mas gente, ele é muito triste muito triste mesmo.
    Só sei que preciso estar no clima, vou devorar e chorar kkk

    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir