Resenha: No Escuro


Olá gente, tudo bem?

Hoje saiu a resenha do livro No Escuro. Já tinha postado sobre ele aqui, enquanto estava lendo. Terminei a algum tempo, mas esqueci de fazer a resenha aheuhe.
Sem mais delongas, vamos a resenha!

Sinopse

Catherine aproveitou a vida de solteira por tempo suficiente para reconhecer um excelente partido quando o encontra: lindo, carismático, espontâneo... Lee parece bom demais para ser verdade. Suas amigas concordam plenamente e, uma por uma, todas se deixam conquistar por ele. Com o tempo, porém, o homem louro de olhos azuis, que parece o sonho de qualquer mulher, revela-se extremamente controlador e faz com que Catherine se sinta isolada. Amedrontada pelo jeito cada vez mais estranho de Lee, Catherine tenta terminar o relacionamento, mas, ao pedir ajuda aos amigos, descobre que ninguém acredita nela. Sentindo-se no escuro, ela planeja meticulosamente como escapar dele.
Quatro anos mais tarde, Lee está na prisão e Catherine, agora Cathy, tenta reconstruir a vida em outra cidade. Apesar de seu corpo estar curado, ela tornou-se uma pessoa bastante diferente. Obsessivo-compulsiva, vive com medo e insegura. Seu novo vizinho, Stuart Richardson, a incentiva a enfrentar seus temores. Com sua ajuda, Cathy começar a acreditar que ainda exista a chance de uma vida normal. Até que um telefonema inesperado muda tudo.
Ousado e poderoso, convincente ao extremo em seu retrato da obsessão, No Escuro é um thriller arrebatador.

Resenha

Um livro diferente dos gêneros que costumo ler, eu decidi comprá-lo para sair da mesmice e não poderia ter feito escolha melhor!
No escuro é um thriller psicológico que mexe com a nossa cabeça.



O livro é diferente, pois não tem capítulos, ele é alternado entre o passado e o presente. São duas realidades distintas (da vida de uma mesma pessoa) que são alternadas durante a narração.

Catherine é uma jovem sem família, porém é bem-sucedida, alegre e adora sair para beber se divertir com seus amigos em boates e barzinhos. Ela nunca se preocupou em ter um relacionamento sério, aproveitava sua vida de solteira ao máximo, ir para cama com desconhecidos e acordar em lugares estranhos estava se tornando parte de sua rotina. Até que numa dessas noites, ela conhece um cara lindo, misterioso e sedutor.

Lee é o homem dos sonhos de todas as mulheres, e foi extremamente fácil para Catherine se apaixonar por ele. Se mostrava interessado em tudo que dissesse respeito a ela, conquistou rapidamente todo o seu círculo de amizade e demonstrava uma paixão selvagem e intensa.

— Não consegui parar de pensar em você hoje — sussurrou ele no meu pescoço, sua mão deslizando pelo cetim do meu vestido. — Este seu vestido me deixa louco.(p.102)

 Aos poucos a paixão intensa foi tornando-se obssessiva e controladora, a ponto de Catherine começar a sentir medo de Lee. Sentia-se sufocada, sendo observada o tempo todo.
Ela tentou procurar ajuda com suas amigas, mas ninguém acreditou nela. Achavam que Catherine estava com problemas. Lee já tinha capturado todas em sua teia de mentiras.
Sem a ajuda de suas amigas, ela passa a sofrer sozinha, e cada vez mais, Lee tornara-se obssessivo e controlado e violento. Quando ela começa a procurar meios de fugir dele, sofre a pior das agressões.

Apartir dai que já começaram os meus sentimentos de raiva, indignação e traição (principalmente em relação ás amigas de Catherine). Eu sentia tudo isso junto com a protagonista, e devo admirar a autora por conseguir despertar em mim tais sentimentos.

Afastei o telefone do ouvido e encarei o aparelho por um instante, em um misto de horror e fascinação, depois encerrei a ligação e o lancei com toda força na parede. [...]
Coloquei a mão na boca para me impedir... de quê? De gritar? Não sobrara mais ninguém. Ninguém. Agora era somente ele e eu. (p.183)

Anos se passam e Lee agora está preso. Livre do seu relacionamento abusivo, Cathy vive em outra cidade, porém não é mais aquela jovem divertida e cheia de vida que um dia já fora. Ela vive com medo e insegura, desenvolveu uma rotina obssessiva onde verifica as portas, fechaduras, e o apartamento completo diversas vezes por dia.

Ela desenvolveu TOC (transtorno obssessivo compulsivo) e TEPT (transtorno de estresse pós-traumático) e tem ataques de pânicos quando sente-se ameaçada.

Isso é uma das coisas do livro que me impressionou . A autora nos coloca na papel de pessoas que têm esses transtornos e acredite, é perturbador e angustiante.
Eu sentia uma grande agonia cada vez que a Cathy verificava a casa completa, por diversas vezes até estar completamente exaurida. Cada vez que ela tinha um ataque de pânico eu entrava em desespero junto com ela. Queria poder gritar. Ajudá-la de algum jeito.

Algum tempo depois ela conhece Stuart, um psicólogo que mudou-se para o prédio onde ela mora. Como tempo  eles desenvolvem uma relação incomum e, é ele quem á incentiva a tratar de seus transtornos.

O livro não contém mistérios, a autora foi objetiva, não era nenhum segredo que a Cathy tinha saido de um relacionamento abusivo. A todo momento sabemos que ela foi agredida e estava traumatizada. Ela focou nos transtornos, a forma como a Cathy lhe dava com isso e como superou o medo constante de Lee.

Achei muito interessante a forma como nos é mostrado o TOC, antes eu achava que era somente uma mania que algumas pessoas tinham de manter tudo organizado, em seu devido lugar. Percebi o quão pouco estava informada sobre o assunto. E fiquei chocada ao ver o resultado do TOC, se misturado ao TEPT.

É uma trama bem realista e com certeza retrata a realidade de várias mulheres que sofrem abusos em seus relacionamentos, muitas sentem-se acuadas, não conseguem ajuda e vivem presas nesse relacionamento destrutivo.


 "Sempre achei que mulheres que continuavam levando adiante um relacionamento violento e abusivo só podiam ser umas idiotas. [...] Que motivo elas teriam para continuar? E eu já vira mulheres na televisão ou em revistas dizendo coisas como "Não é tão Simples assim",  e eu sempre pensava, claro que é, é simples, sim — apenas vá embora, afaste-se dele.
Somando-se a esse momento de percepção, um momento pelo qual eu já passara, notei que se afastar não era uma alternativa simples, afinal de contas." (p.191)

No Escuro é um thriler psicológico que eu mais que recomendo. Trata-se de uma realidade vivida por muitas mulheres, porém não conhecida o suficiente por todos.
Recomendo que leiam. Só aviso que ele não é recomendado para menores de 16 anos.

Beijos




21 comentários:

  1. Oi, Eliana.
    Sou maior de 16, posso ler então. Estava lendo a sua resenha e pensando como as pessoas deixam as coisas chegar até esse ponto, mas estamos olhando de fora. Quando estamos dentro da situação é muito diferente. Colocarei ele na minha lista de desejados aqui.

    Curti a page do face e segui pelo GFC, depois dê uma passadinha no http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Beijos, flor.

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é um dos meus favoritos. A autora realmente soube deixar tudo tão real né? parecia que a gente estava ali do lado da Cathy. E pense em um ódio que eu tive do Lee, mas também das amigas. Ela ficou acuada, sem ter ninguém pra ajudar. Isso me angustiou também. Tá, o livro nos dá essa sensação o tempo todo. rs
    Eu também achava que o TOC era algo assim, essas maninas de perfeição e tal. Foi muito bacana a autora ter abordado dessa forma. Fazendo-nos olhar isso com outros olhos.

    Amei a resenha ^^
    Beijos
    As minhas leituras - Lendo e Apreciando

    ResponderExcluir
  3. Olá

    Ainda não li esse livro , mas sempre vejo resenhas falando super bem dele. Pensando bem ela sempre está me promoção né, quando acontecer de novo vou comprar e ler, depois volto aqui para comentar o que achei.
    Abraços

    estantejovem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Eliana,
    Nossa, parece aquele tipo de livro que você lê alucinadamente.
    Ainda não conhecia, mas gostei muito da proposta, já o quero!
    Beijão.

    www.enquantoestavalendo.com

    ResponderExcluir
  5. Oie Eli
    amei o blog, e já estou seguindo.
    Eu já li esse livro, e gostei, apesar de não ter achado uma maravilha de narrativa.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, nossa que legal essa sugestão num li nada sobre TOC e nem sabia que TEPT existia. Fiquei interessada em ler
    http://www.magisbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Adorei sua resenha, já tinha ouvido super bem deste livro, que ele realmente diferente!
    Suas criticas me deixaram curiosa '-'
    hahaha

    até
    http://www.finalmentelendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Adoro livros com uma pegada mais psicológica e esse me chamou bastante a atenção. Na verdade, esse livro já estava na minha lista de desejados, sua resenha só reanimou minha vontade de comprá-lo.
    Assim que tiver a oportunidade, vou ler, pode ter certeza.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  9. É bom podermos sentir tudo isso com a protagonista porque aí poderemos ajudar pessoas que estão próximas de nós! E isso é importante! Tenho uma amiga que tem TOC e não é indiferente vê-la dessa forma! É muito difícil ajudar uma pessoa com TOC!
    Adorei a resenha, sua escrita melhora a cada dia que passa!
    Grande beijo!
    http://rabiscosecenas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Eliana,
    Tenho este livro em minha estante há um tempão e nunca liguei tanto pra ele. Hora de reverter a situação.
    Um beijo!
    Monika Andreotti
    Blog Os Literatos

    ResponderExcluir
  11. Gostei muito da resenha, esse ia ser minha próxima leitura, mais tive que passar o livro do Book Tour na frente. Sua resenha só me deixou mais curiosa.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Eu tenho esse livro em casa, e agora fiquei curiosa para ler! Preciso colocar na minha meta de leitura pra já!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  13. Oii,

    Eu não tinha visto o livro ainda e uau!!!
    Eu adoro esse tipo de livro e quero muuuuito esse agora!!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  14. Olha que bom!!!1 Gostei do livro! Adoro livros com suspense, no geral a narrativa sempre é mais rápida e os personagens me deixam curiosa,
    vou procurar para ler.


    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  15. Gostei da resenha Eliana. Realmente parece ser um ótimo thriller psicológico e daqueles que te fazem mergulhar na história com intensidade. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  16. Nossa, eu estou com esse livro na estante a tempos mas nunca havia lido uma resenha dele.
    Adorei o ponto de vista, estou na vibe de livros mais psicologicos. Acho que vou passar ele na frente

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Lia!
    Eu gosto muito do gênero terror/suspense, mas nunca li algo assim mais psicológico.
    Pela sua qualificação parece que a autora viveu na pele da protagonista.
    Olha eu tenho um pouquinho de TOC rsrs, mas o meu não é grave.
    Me interessei ainda mais pelo livro depois da sua resenha ;)

    Beijos
    Diego
    Literamúsicas

    ResponderExcluir
  18. Hello, Eliana! Faz um tempasso que eu não leio um Thriller Psicológico! Eu curti esse, e seria até muito bem escolhido para o mês do horror! Outubro :3

    Parabéns pela resenha! E não posso deixar de admitir que um livro que trata de assuntos reais são os melhores, afinal, o que seria um Thriller psicológico sem a realidade, né?

    Com alegria,
    Gabryel Fellipe e algo - Confins Literários

    ResponderExcluir
  19. Oi Lia
    Tbe adorei este livro e recomendo!
    Vou participar dos mesmos books tour que vc, por isso a visita ao seu blog
    Bjks mil

    www.blogdaclauo.com

    ResponderExcluir
  20. Ola. Essa dica não poderia ter vindo em melhor momento.
    Eu estava a procura de um livro nesse seguimento e você me cativou com a resenha. Com certeza eu vou lê-lo.

    Obrigado pela dica.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Adorei a resenha e seu laouyt :D!

    Já estou seguindo o blog! Sucesso

    Bjos!!!

    Millena Gabriela Blog Fanpage

    ResponderExcluir